Escolha uma Página

A segurança da informaçãoestá entre os assuntos mais importantes do mundo empresarial por diversos motivos. Hoje, os celulares, tablets e PCs armazenam todo tipo de informação, sendo necessário criar barreiras eficientes em relação à produção de dados.

Na prática, isso significa que sites e aplicativos precisam da devida atenção para que essas informações não vazem ou sejam usadas como moeda de troca em um ataque hacker.

Em contrapartida, esse aumento nos serviços de proteção digital cria uma oportunidade de crescer profissionalmente dentro da área, afinal mais empresas estão à procura por técnicos de TI capacitados.

Para saber mais sobre a segurança da informação, a FindUP preparou este artigo e reuniu as informações que você precisa para crescer na área!

O que é segurança da informação?

A segurança da informaçãoé um conceito que se refere à proteção de dados armazenados por uma empresa.

Para ficar mais claro, você pode dividir este conceito em duas frentes: a segurança e a informação.

A segurança trata das medidas efetivas tomadas por uma empresa com o propósito de garantir o menor risco possível aos dados. Firewall de alto nível, políticas de senhas, login de 2FA, entre outros serviços são encontradas e usadas em muitas empresas.

Em comum, todas essas soluções precisam ter um técnico à frente do projeto e assim garantir acerto na implementação.

Por outro lado, a informação remete aos dados produzidos e armazenados por um negócio, independente do meio. Ou seja, dados capturados por aplicativos, formulários, contato direto, site, isca digital, entre outras centenas de possibilidades.

Inclusive, vale destacar que a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) está em vigor e determina que dados sigilosos, aqueles que se referem à individualidade das pessoas, sejam assegurados pela empresa.

Caso nenhuma medida efetiva seja tomada, as multas e advertências ficam à cargo da empresa!

Qual a importância da segurança da informação para TI?

A segurança da informaçãopara a área de TI se tornou tanto uma necessidade quanto uma oportunidade por conta da popularização da internet e da transformação digital acelerada pela pandemia da Covid-19.

Frente às empresas, os gestores e empreendedores se veem obrigados a adotar novas medidas de proteção digital por conta da LGPD e das mudanças realizadas no auge da quarentena, onde apenas serviços remotos atuavam.

Por exemplo, empresas que tratam sobre assuntos mais sigilosos, como contabilidades e escritórios de advocacia, não podem permitir que dados sobre processos sejam vazados.

Uma vez que isso aconteça, toda a reputação da marca entra em jogo!

No caso de técnicos novatos e até sêniores, a segurança dos dados se tornou uma oportunidade para crescer profissionalmente, aumentar ganhos mensais e até mesmo procurar uma posição de prestígio.

Porém, tanto empresas quanto técnicas precisam considerar os três pilares da segurança da informação antes de qualquer mudança efetiva. Veja abaixo quais são!

Pilares da segurança da informação

A segurança da informação precisa se pautar por três pilares principais: confidencialidade, integridade e disponibilidade. Juntos, esses três pontos norteiam a proteção digital até hoje!

Ainda assim, vale destacar que novos pontos surgem à medida do avanço da tecnologia, mas esses três pilares seguem com boa parte do protagonismo para si.

Confidencialidade

A confidencialidade dos dados garante que apenas profissionais autorizados tenham acesso ao conteúdo armazenado.

Inclusive, com a LGPD, agora as informações passam por um processo chamado de anonimização, onde a empresa descarta informações referentes à individualidade da pessoa.

Integridade

A integridade na segurança da informação parte do princípio de que a informação não pode ser alterada até chegar no destino final. Portanto, ela reduz ao mínimo necessário a intervenção humana.

Disponibilidade

Por fim, a disponibilidade se baseia na disponibilização das informações nos canais corretos. Isso significa que o setor precisa ter disponível as informações úteis sempre de prontidão.

Cursos para aprender segurança da informação

É possível aprender bastante em cursos gratuitos e pagos, além de graduações, que duram pouco mais de 2 anos e são excepcionais.

Caso queira aprender sem necessariamente investir, a principal recomendação é o canal do YouTube d’O Bruno Germano. Toda semana ele disponibiliza um conteúdo gratuito que ensina bastante aos interessados em TI e muitas vezes trata da proteção digital.

Por outro lado, um curso pago também pode oferecer bastante e ter uma ótima relação de custo e benefício. Entre infinitas opções, a Fundação Bradesco lançou o curso Segurança em Tecnologia da Informação.

Em pouco mais de 25h, você sai com toda a didática necessária para começar!

Por fim, vale mencionar a graduação do SENAC Tecnologia em Segurança da Informação. Em 5 semestres (2,5 anos), você mergulha e aprende tudo sobre TI e proteção da informação!